Casas ecológicas no Chile

Confira aqui as características das casas ecológicas do Chile, aprendendo a tirar proveito dessas construções rústicas, charmosas e inteligentes.

O Chile está localizado entre a Cordilheira dos Andes e o Oceano Pacífico. Isso significa que por muito tempo os habitantes locais viveram isolados do mundo, já que era difícil vencer essas barreiras naturais.

É por isso que as casas chilenas possuem características únicas, que não são encontradas em nenhum outro lugar do mundo.

O principal atributo delas é a resistência. O clima árido fazia com que fosse necessário construir residências com bom sistema de ventilação e boa proteção contra os raios solares.

É por isso que as casas ecológicas chilenas possuem grandes janelas e portas, com telhados feitos de grossas vigas de madeira.

Mas por que algumas casas do Chile são consideradas ecológicas?

Para explicar essa pergunta é preciso primeiro entender a economia local chilena.

Durante muitos anos o país sobreviveu da produção de cobre, que apesar de ter diminuído nos últimos anos ainda é a maior do planeta.

No entanto, destaca-se outra atividade comercial: a pesca. Devido ao grande litoral chileno, o país exporta muitos tipos de peixe, se tornando especialista nessa área.

Dessa forma, boa parte das construções presentes nas praias foram erguidas por pescadores.

Esses eram homens simples, que sabiam colocar de pé uma casa, apesar de não serem especialistas em engenharia.

Ou seja: as casas praieiras chilenas são rústicas, construídas a partir de pedras e madeira.

E é justamente essa escolha inteligente dos materiais de construção que fazem as casas chilenas serem destaque em ecologia.

Tanto rocha quanto madeira são materiais que não causam problemas à fauna e flora local. Já imaginou, por exemplo, se eles usassem uma estrutura pré-fabricada de plástico reforçado?

Quando a casa fosse demolida, esse material iria parar nas praias e no oceano, podendo comprometer o ecossistema.

 

casas-ecologicas-1

 

Essas casas, no entanto, atualmente são minoria. A população do Chile cresceu muito, chegando a quase vinte milhões de habitantes.

Na capital, Santiago, é difícil encontrar casas ecológicas, já que os prédios dominam o cenário.

Mesmo assim, em bairros mais afastados ainda é possível conferir as boas e velhas construções de madeira, que trazem muito charme e elegância às ruas.

Já ao norte do país, nas proximidades da cidade de Antofagasta, é possível conferir casas ecológicas com um padrão muito diferenciado, tanto na parte externa (fachada) quanto na interna (engenharia).

Isso acontece porque antigamente essa região era povoada por índios atacamas, que construíam as casas de maneira rudimentar, mas muito inteligente.

Apesar dos índios terem saído da região, por volta do século XV, devido aos incas, uma boa parte do estilo de construção indígena sobreviveu, chegando aos dias atuais.

E faz sentido as casas construídas nessa época serem ecológicas. Afinal, o povo indígena sempre esteve muito perto da natureza e sabia que era preciso cuidar dela.

Veja só: esse pensamento sustentável já era praticado no século XV, quinhentos anos antes das convenções mundiais de sustentabilidade.

 

Fica a dica, então: se quiser ver casas ecológicas no Chile você pode fazer um passeio pelas vilas de pescadores no litoral ou subir até o norte e conferir as heranças das construções atacamas.

Ou, se você estiver na capital, procure os bairros mais afastados do centro para ver alguns belos exemplos das mais bonitas casas ecológicas do Chile.

 

Bom passeio!

3 comentários

Deixe a sua opinião