Casas ecológicas na Argentina

As casas ecológicas na Argentina são maravilhosas! Confira aqui tudo o que você sempre quis saber sobre as construções verdes desse país.

A Argentina é o segundo maior país da América Latina, sendo habitada por índios, antes da colonização pelos espanhóis.

Essa mistura entre a cultura indígena e espanhola deu origem a uma forma de construção prática (influência dos querandis, charruas, quíchuas e guaranis) e também elegante (influência dos espanhóis, que viviam uma época de muito luxo, com o crescimento das navegações).

Dessa forma, então, com “o melhor dos dois mundos” surgiu a tradicional arquitetura e engenharia antiga argentina.

No entanto, ao longo dos anos esse formato de construção ficou esquecido, até que foi redescoberto por uma iniciativa de arquitetos, que estudavam as características nativas das casas ecológicas.

 

Casa-ecologica-1

 

Vale ressaltar que podemos chamar de “ecológicas” as casas dessa época porque a construção economizava muita matéria prima que, além disso, era 100% reciclável.

Então, como falávamos, o estilo tradicional argentino de construção novamente ganha força, começando a se espalhar em algumas regiões afastadas de Buenos Aires, capital do país.

Podemos encontrar exemplos dessas casas ecológicas argentinas em Córdoba, segunda maior cidade do país, reconhecida como Patrimônio Cultural.

Em Córdoba é crescente a tendência para construções verdes. Ou seja: as casas desse tipo recebem materiais que podem ser reaproveitados, no caso de uma futura demolição.

Também há uma estrutura preparada para reaproveitamento da água da chuva, que é guardada para ser utilizada nas descargas do banheiro e na limpeza do piso.

Essas ideias de reaproveitamento dos recursos naturais já eram comuns nas antigas casas argentinas, já que em algumas regiões o acesso à água era difícil e limitado.

Outro lugar onde podemos encontrar casas argentinas ecológicas é em San Justo, terceira maior cidade argentina.

A proximidade com a capital fez com que San Justo absorvesse muitas tendências de Buenos Aires.

Quase não é possível encontrar, então, casas argentinas ecológicas ao estilo tradicional.

A boa notícia é que alguns prédios históricos foram mantidos, revelando uma arquitetura única, em que podemos observar alguns fundamentos antigos.

Se puder, não deixe de visitar os monumentos antigos. Veja como as janelas e os beirais do telhado eram maiores, característica bem diferente das casas antigas, que precisavam economizar material de construção e, por isso, investiam pouco nessas partes da casa.

 

casas-ecologicas5

 

Por fim, se você quiser ver casas ecológicas realmente fascinantes, não deixe de visitar a parte sul do país.

As baixas temperaturas daquela região fizeram com que as construções precisassem ser muito reforçadas, apesar da escassez de material.

A solução foi usar uma estrutura em que a madeira é usada em tábuas compridas, cortadas ao meio, no formato de meia-lua.

Dessa maneira era possível prevenir a entrada do vento, já que essa disposição não criava frestas entre as tábuas. Uma bela ideia, muito sustentável.

Afinal, se fossem feitas hoje, essas casas provavelmente receberiam uma camada de reboco para evitar a perda de temperatura. Ou, quem sabe, talvez elas seriam feitas inteiramente de concreto, material não renovável, que gera uma grande quantidade de resíduos para a natureza.

 

A Argentina reúne vários tipos de casas ecológicas, espalhadas pelos quatro cantos do país. Que tal visitá-las? Boa viagem!

Deixe a sua opinião