Casas ecológicas na Venezuela

Com o tema sustentabilidade em alta, muitos países estão iniciando programas de desenvolvimento de casas ecológicas, juntando o tema ecologia com o desenvolvimento urbano e assim desenvolvendo casas  ambientais bem menos nocivas ao meio ambiente.

A Venezuela também lançou uma campanha de incentivo que é denominada Missão Moradia Venezuela. O país está crescendo muito rápido em relação a número populacional e esta foi a principal questão que levou ao desenvolvimento da campanha.

O governo se preocupou com as questões ambientais e questões de moradia para milhões de nativos. Desenvolver casas sustentáveis seria mais rápido e não geraria tantos resíduos quanto as casas convencionais.

O problema habitacional na Venezuela é uma grande preocupação, as casas ecológicas precisam juntar técnicas antigas e atuais para poder atender aos resultados desejados.

A lama que seria não muito útil, ganhou uma utilidade importante nas construções das casas venezuelanas.

Na Venezuela se utiliza muito a argila para construção das casas verdes, assim como tijolos de terra comprimida (tijolos ecológicos), garrafas pet e bambu. O bambu é muito comum na região e barato, assim dando uma grande vantagem em construções do género.

As casas de barro ecológicas na venezuela  são um símbolo de status superior, boa qualidade de vida e um meio alternativo e natural de estar sempre em contato com o meio ambiente.

O primeiro projeto de casa ecológica na Venezuela surgiu em Maio no ano de 2011. Claro que já se utilizava materiais ecológicos para construir casas, mas não com este projeto especifico e sim por seus  custos beneficios.

A primeira casa verde foi construída com 6.000 garrafas pet de 1,5 l e 2 l e auxilio de embalagens plásticas. Decidiram inovar e reutilizar objetos descartáveis que, provavelmente, iriam para o lixo.

As garrafas foram lavadas, secadas e enchidas (de forma que compactasse bastante) com embalagens vazias para dar firmeza e formar um bloco resistente.

Enche-las com embalagens plásticas foi uma forma inteligente e nova de se reaproveitar as mesmas Estas demoram muitos anos para se decompor e, muitas vezes, ficam jogadas pelas ruas poluindo rios, mares e causando transtornos urbanos, como o entupimento de esgotos.

Este projeto de casa é fácil de produzir. Até hoje encontramos pessoas que não possuem recursos financeiros, produzindo casas com garrafas pets. As garrafas mesmo com aparência frágil, demoram cerca de 300 anos para se decomporem no meio ambiente, isto é muito tempo.

Na Venezuela é possível encontrar pontos comerciais produzidos de forma ecológica, principalmente de garrafa pet.

As casas de bambu venezuelanas possuem uma ótima estética, sensação de liberdade e contato com a natureza o tempo todo. Além do bambu ser um material resistente ele pode proporcionar muitos outros benefícios.

Os bambus são flexíveis, leves, robustos e crescem muito rápido. Assim, sendo uma via alternativa ecológica muito boa para a construção de casas.

Vamos ver algumas casas ecológicas da Venezuela.

Casa de argila

 

casa-de-argila

 

Casa de garrafa pet

 

casa-garrafa-pet

 

Casa de bambu

 

casa-bambu3

Deixe a sua opinião