Mitos comuns sobre casas modulares

A indústria da construção tem vindo a inovar a passos largos e por vezes pode tornar-se confusa para a maioria das pessoas. Na realidade, muito desconhecem que existem alternativas viáveis de construção para as suas casas, igualmente confortáveis, seguras e duradouras, para além das denominadas casas convencionais. Uma dessas alternativas e talvez uma das mais populares são as casas modulares.

Contudo, e apesar deste tipo de casas modulares se ter vindo a afirmar no mercado da construção, ainda existe alguma falta de conhecimento, o que tem vindo também a dar azo à criação de mitos, muitas vezes infundados. Vamos conhecer alguns:

 

 

Mito: As casas modulares custam muito pouco

Facto: Embora as casas modulares sejam mais baratas que outro tipo de habitações, a verdade é que ainda assim elas são um grande investimento, que lhe vai custar algum dinheiro. O tamanho, o tipo de materiais e funcionalidades que escolher para o projeto irá ditar o seu preço. As casas modulares geralmente custam entre 10 a 35% menos do que as casas tradicionais. Contudo, lembre-se que o que poupa vai depender do tipo de casa modular que decidir adquirir, onde esta é fabricada e a localização da sua montagem.

Mito: As casas modulares são menos eficientes em termos energéticos que as casas construídas de raiz no local

Facto: O uso de tecnologia de qualidade e de engenharia de construção de ponta aumenta a eficiência energética destas casas. As casas modulares também sofrem de menor infiltração de ar, fator que é sempre uma grande causa de perda de calor em casas tradicionais. Muitas destas casas são aprovadas com rótulo Energy Star , o que significa que são cerca de 30% mais eficientes em termos de energia do que as casas construídas através de métodos convencionais.

Mito: As casas modulares são mais resistentes que as casas tradicionais

Facto: É verdade que as casas modulares são construídas para serem mais resistentes, mas inicialmente também sofrem maior desgaste. Cada módulo tem de ser transportado em camiões para o local de montagem, sendo por isso fundamental que sejam resistentes o suficiente para resistirem a este transporte. Para garantir uma casa de qualidade, os fabricantes modulares fazem uso de mais parafusos (em vez de pregos) e também adicionam cola às juntas para aumentar a sua resistência. Por isso, embora as casas modulares sejam construídas a pensar numa maior resistência, a verdade é que as casas tradicionais também não têm de passar pelo duro “teste” do transporte.

Mito: Os edifícios modulares desvalorizam mais rapidamente

Os edifícios modulares desvalorizam e valorizam da mesma forma que os edifícios tradicionais. Em parte porque uma vez montado um edifício modular é quase impossível encontrar diferenças entre este e uma casa construída de raiz no local. É por isso que os edifícios modulares também valorizam. Apenas as casas móveis (que são móveis) não o fazem, daí ter-se criado este mito e alguma confusão em torno das casas modulares.

Um comentário

Deixe a sua opinião