Uma casa pré-fabricada é mais susceptível ao fogo do que uma casa tradicional?

As casas pré-fabricadas podem ser construídas com diferentes tipos de materiais, consoante os desejos e pretensões dos proprietários. Assim, o facto de ser usar um certo tipo de material não vai definir, por si só, se uma casa pré-fabricada é mais susceptível ao fogo do que uma casa tradicional.

As casas pré-fabricadas feitas em aço, por exemplo, oferecem muitas vantagens relativamente ao tradicional concreto. De facto, o aço é um material de grande durabilidade e resistência face a condições climatéricas adversas, o que faz dele um dos mais fortes materiais de construção no mercado.

Casas em aço

O aço tem poder para resistir a condições climatéricas extremas, ventos fortes, tempestades de neve e mesmo furacões e terramotos. Não sendo susceptível a insetos e térmitas, bolor ou apodrecimento, também não é praticamente susceptível ao próprio fogo e, para além disso, tem uma superfície que é protegida com camadas de anti-ferrugem. O que acontece, muitas vezes, é o aço ainda é reforçado contra o vandalismo e fogo, já que os fabricantes de casas pré-fabricadas, pelo menos os mais respeitáveis e sérios, oferecerem uma garantia de 25 anos nas suas estruturas, o que sempre proporciona uma segurança imediata do investimento dos proprietários.

Por outro lado, quando comparado aos métodos de construção tradicionais, o método dos pré-fabricados como método construtivo, e o concreto, como material, têm de facto características muito positivas.. No fundo, o método pré-fabricado não é mais do que uma forma industrializada de construção com diversas vantagens.

Mas se a sua questão é realmente saber se uma casa pré-fabricada é mais suscetível ao fogo do que uma casa tradicional, a resposta é uma questão dos materiais. Em regra, as estruturas em concreto armado e protendido apresentam uma resistência ao fogo de entre 60 a 120 minutos, no mínimo. No caso de edifícios comerciais, por sua vez, os pré-fabricados que não tenham especiais medidas de proteção, podem atingir uma resistência de cerca de 60 minutos ao fogo. Em regra, para outros tipos de edificações, a resistência ao fogo de 90 a 120 minutos consegue ser atingida com o aumento do cobrimento da armadura.

Casas em madeira

No caso da madeira em casas pré-fabricadas, este é um produto com maior probabilidade de combustão quando comparado com a alvenaria, sendo que  numa situação de fogo vai depender “apenas” das circunstâncias que ocasionam o fogo. O que há a lembrar é que a madeira não sofre de combustão espontânea e que, estatisticamente, o que acontece é que os incêndios têm origens externas à casa.

No final de contas, a construção em madeira é uma solução competitiva, apresentando grande fiabilidade, em alternativa à tradicional construção em alvenaria ou aço. Na verdade, no que toca à resistência ao fogo, entre outros, o desempenho da madeira é bastante superior ao dos materiais tradicionais.

Assim, se pensar neste material mas se questionar sobre se uma casa pré-fabricada será mais susceptível ao fogo do que uma casa tradicional, fique já a saber que para além da força, beleza, durabilidade, isolamento térmico e acústico e resistência ao fogo, a madeira é o único material de construção limpa e sustentável, pois absorve carbono da atmosfera, ao invés dos restantes materiais, que o libertam.

Deixe a sua opinião