A indústria da construção tem de ser sustentável

É urgente que a indústria da construção tenha a reciclagem como a sua palavra-chave.
A indústria da construção é a indústria que está em mais desacordo com o ambiente natural. A construção é um peso para o nosso planeta.

Hoje, a indústria de construção, há muito despreocupada com a sua imagem como ‘poluidor em série’, está a ser forçada a mudar as suas maneiras. Não é só o meio ambiente que sofre quando os construtores evitam a sustentabilidade em favor de maiores margens de lucro. Os clientes também esperam que as empresas de construção utilizem técnicas mais responsáveis para preservar o meio ambiente.

“A construção sustentável não é apenas sobre como minimizar as emissões de CO2 diretamente relacionadas com um projeto de construção.” “Se quisermos avançar para um modelo de construção mais amigo do ambiente, é importante que a origem dos materiais de construção seja sustentável de maneira a não esgotar os recursos naturais e os seus habitats.”

O uso da tecnologia de computador conhecido como modelagem de informações de construção (BIM) permite que as empresas de construção prevejam, com muito mais precisão, o tipo e quantidade de materiais necessários para concluir um projeto, esta tecnologia ajuda a reduzir o desperdício. Está a mudar a forma como a indústria da construção civil oferece os projetos. Permite simular a fase operacional do edifício, para que possamos modelar o consumo de energia ou as emissões de carbono antes que os tijolos sejam assentados. Desta forma o dano ao meio ambiente pode ser minimizado.

A Indústria Da Construção

A tecnologia BIM também permite a transmissão de informação mais precisa aos clientes, sobre os seus edifícios, no final de um projeto, que por sua vez significa que eles podem geri-los de forma mais eficiente para minimizar as emissões de CO2.

A utilização dos materiais corretos no processo da construção pode poupar muito dinheiro.

“A tecnologia está instalada para revolucionar os edifícios, em parte, tornando-os mais ‘inteligentes’, com a instalação de sensores de luz natural que enfraquecem a luz artificial quando não é necessária, com a instalação de medidores sem fios, no equipamento, para que se saiba quando há um mau funcionamento no edifício, [usando] software que possa analisar as tendências de uso de energia e fazer ajustes ou alertar a equipe responsável pela manutenção do edifício.

O impulso para propagar a sustentabilidade está a remodelar a base de construção dos tijolos. Até o cimento, (historicamente, um dos materiais que mais energia consume para a sua produção, e um dos mais poluentes) está a ser reformulado para atender à demanda de um usuário final cada vez mais consciente do seu meio ambiente.

A indústria do cimento, dominada por cinco multinacionais, está a investir na criação de uma tecnologia que permite produzir o cimento de formas que façam o mínimo de danos ao meio ambiente. Uma mudança simples, mas eficaz, é a utilização de fornos verticais, em vez de fornos horizontais, os fornos verticais requerem menos energia para fazer a mesma quantidade de cimento.

No entanto, o sector da construção que faz o máximo para alterar a imagem do setor não está envolvida na criação de novos horizontes ou projetos de infraestruturas que fornecem a base para um mundo cada vez mais urbanizado. Em vez disso, são as empresas encarregadas de limpar os destroços dos prédios antigos que estão na vanguarda do esforço para a sustentabilidade.

As empresas de demolição são as que fazem reciclar a grande maioria da reciclagem do material que tiram do local da obra.

Os escombros são tratados e reutilizados para fornecer bases para autoestradas, maçanetas de bronze que são polidas e vendidas como antiguidades, muito pouco vai para o lixo.

No Reino Unido, o sector da construção reutiliza 98 % dos materiais criados através do processo de demolição.

A Keltbray, empresa britânica de demolição, tornou a sua reciclagem num negócio independente. Segue de perto os mercados de sucata de metal e vende toneladas de aço, cobre e ferro, quando os preços estão elevados. Esta empresa é um exemplo de como é possível ganhar dinheiro com a reciclagem de materiais de construção, contribuindo para que a indústria de construção seja mais sustentável.

Deixe a sua opinião