Características dos bairros de casas econômicas

Os bairros de casas econômicas, apesar de recentes, possuem características únicas, que você confere aqui. Leia e descubra curiosidades, particularidades e informações que você precisa saber, antes de se mudar para um desses bairros.

 

casas+economicas

 

Antigamente não existiam bairros de casas econômicas. Todas as construções de uma região eram econômicas, de certa forma, com exceção de uma ou outra casa, que pertencia à pessoa mais rica da região.

No entanto, com o tempo e com a especulação imobiliária, as casas começaram a sumir das regiões nobres da cidade, dando lugar aos grandes e bonitos edifícios, com muitos andares e vantagens, como salão de festas, churrasqueira, piscina, quadra de futebol, academia, etc.

Como as casas não podiam competir com esse novo modelo de construção (dos edifícios), que oferecia segurança e inúmeras outras vantagens, as casas tiveram que se afastar cada vez mais das áreas nobres da cidade, ficando restritas aos bairros.

No entanto, surgiu recentemente um outro novo tipo de construção: o das casas econômicas. A característica principal das casas desse tipo é que elas são muito baratas e fáceis de construir.

Assim, as casas começaram a se espalhar pelos bairros onde ainda não havia chegado a especulação imobiliário.

Dessa forma nasceram os bairros de casas econômicas, muito comuns atualmente nas cidades.

Apesar de terem nascido como que por acaso, ao longo do tempo eles se organizaram a passaram a assumir algumas características próprias, que você confere a seguir:

1. Associação de moradores

Normalmente todo bairro constituído por casas econômicas possui uma associação de moradores, que cuida do bem-estar e da infraestrutura da região.

Ou seja: os moradores se organizam para melhorar o bairro onde vivem. As melhorias discutidas normalmente envolvem planos de saneamento básico e iluminação.

Caso esses serviços já existam no bairro, então os moradores investem em espaços de lazer, revitalizando praças, cuidando de jardins ou investindo na segurança de todos, com câmeras ou vigias noturnos.

Uma solução em que todos saem beneficiados, tanto o bairro (que começa a ganhar um padrão mais elevado), quanto as pessoas, que ganham um espaço melhor para viver.

 

2. Reforço dos laços de amizade

Em condomínios muitas vezes os vizinhos nem se conhecem, apesar de literalmente morarem um ao lado do outro.

Essa característica já não acontece nos bairros de casas econômicas. Normalmente, todos os vizinhos se conhecem e são amigos.

Isso acontece porque as famílias que habitam esses locais sempre possuem filhos, que gostam de sair para brincar pelo bairro.

Então, como as crianças acabam ficando amigas, os pais delas acabam se conhecendo, começando assim uma amizade entre toda a vizinhança.

 

3. Tendência de excluir casas nobres

A última característica que destacamos dos bairros de casas econômicas é a tendência de permanecer como um bairro de casas econômicas.

Projetos muito luxuosos ou caros não são bem vistos pelos vizinhos, que acabam sempre dando um jeito de boicotar a construção de casas nobres na região.

Essa é a maneira que as pessoas encontraram para continuar a contar apenas com habitantes que sejam da mesma classe social, evitando assim inveja, intrigas e fofocas.

 

Esperamos que tenha aprendido bastante. Até a próxima!

2 comentários

Deixe a sua opinião