Casas econômicas do Paraguay

Como o Paraguai constrói as casas mais econômicas da América Latina? Leia a seguir nossas explicações e descubra como não existe nenhuma fórmula mágica: apenas muita técnica e conhecimento nestas casas econômicas do Paraguay .

O Paraguai não possui acesso ao mar. Nenhuma das fronteiras do país encontra o oceano, fator que dificultou a expansão econômica paraguaia desde a colonização espanhola.

Imagine: se antigamente as grandes navegações eram a forma de “descobrir” países, o acesso ao Paraguai era dificultado, já nesse período.

Também era, e ainda é, complicado para o país fazer exportações, já que depende de países vizinhos para ter acesso aos portos, onde a maior parte das mercadorias são enviadas e recebidas.

A solução para os paraguaios foi, então, utilizar o Rio Paraguai, que corta todo o país. Ou seja: até hoje boa parte da vida econômica está ao redor do Rio Paraguai, que corta o país de norte a sul.

Mas por que é importante saber disso tudo? Bem, como grande parte da população se concentra nas margens e arredores do rio, a solução foi construir casas que se adaptassem bem a esse terreno.

Além disso, a dificuldade do acesso e envio de materiais de construção fez com que fosse necessário construir casas com o mínimo possível de recursos.

E assim nasceram as casas econômicas do Paraguai.

Nesse modelo único de construção, podemos destacar três características básicas, e que podem com certeza inspirar você também, na hora de fazer a sua casa. Vamos lá?

 

casas-prefab-paraguai

 

1. Análise e adaptação ao terreno

Não adianta lutar contra a natureza, porque ela sempre acaba ganhando. Isso significa que é melhor você estudar com calma o tipo do terreno onde construirá a sua casa econômica, porque se não fizer isso pode sofrer com desmoronamentos ou enchentes.

E a última coisa que você quer é ver desfeito todo o trabalho e investimento da sua casa, certo?

Por isso, use o modelo das casas econômicas do Paraguai, que são seguras porque toda a construção é feita com grande planejamento.

2. Otimização do material de construção

Já que era difícil ou demorado para receber os materiais de construção, os paraguaios decidiram se virar com o que tinham em mãos. Por isso, de uma tábua de madeira eles faziam duas, dividindo-as ao meio.

Dessa maneira era possível construir uma parede maior, apesar de que com metade da espessura.

Essa é uma dica essencial para você, que quer economizar na construção de sua casa. Ou seja: procure maneiras de fazer o material da obra render mais.

Você pode comprar tijolos maiores, dividir tábuas de madeira ou até mudar o desenho do telhado, para utilizar menos telhas.

Mas atenção: as casas econômicas do Paraguai adotaram esse modelo porque já possuíam muito conhecimento sobre o que pode – ou não, ser feito, sem prejudicar a estrutura.

Sugerimos que você procure um engenheiro e discuta com ele as melhores maneiras de economizar material na sua futura obra.

 

3. Utilização de materiais naturais e resistentes

Como perto de rios a umidade é alta, os paraguaios decidiram investir em materiais que fossem mais resistentes a esse fator.

A solução veio da própria natureza. Ou seja: a maioria das casas econômicas paraguaias é feita de madeira, e não de alvenaria.

A explicação deles é que o concreto repassa a umidade para dentro de casa, criando mofo e bolor nas paredes.

Já a madeira funciona como um isolante natural de calor e umidade, sendo a solução ideal para o problema.

Procure você também materiais naturais para sua obra. O resultado pode ser fantástico.

 

Boas obras!

Deixe a sua opinião