Como funciona uma casa pré-fabricada

Não é novidade para ninguém que, por vezes, as casas pré-fabricadas possuem uma má reputação. No entanto, as pessoas que realmente optam por comprar este tipo de casa sabem que vão ter várias vantagens muito importantes, como um melhor preço, uma melhor construção e a utilização de materiais ecológicos e amigos do ambiente.

Hoje em dia, as casas modulares têm a capacidade de lhe oferecer as melhores condições e conseguem expandir-se até uns impressionantes milhares de metros quadrados, com uma grande quantidade de pisos e caves.

Mas sabe como funciona uma casa pré-fabricada?

Confira já de seguida!

 

Casas Pré-Fabricadas à Venda

 

Como funciona

Toda a montagem de uma casa pré-fabricada baseia-se no conceito de montagem de um simples e comum carro. Tal como o método de produção do famoso Henry Ford, para o modelo T da Ford, permitiu aos carros terem preços acessíveis para um comum consumidor médio, o método de produção chamado linha de montagem e a compra em grande quantidade permitiu a diminuição do custo e do tempo de construção das casas pré-fabricadas, que neste momento encontram-se num enorme crescimento pelo mundo inteiro. Pode ter toda a certeza que as casas pré-fabricadas têm sofrido uma grande evolução ao longo dos últimos anos, e neste momento já existe uma grande quantidade de diversas habitações pré-fabricadas.

Apesar de tudo, é possível que ainda tenha a dúvida do que é a pré-fabricação?

A pré-fabricação é a prática de conseguir montar todos os componentes que irão resultar numa estrutura, num local de fabrico ou numa simples fábrica. Este termo é muitas vezes utilizado para distinguir este processo de construção da prática mais convencional de transporte dos materiais básicos, para que a construção seja realizada com todo o sucesso que é necessário.

O termo pré-fabricado pode aplicar-se na perfeição à fabricação de uma grande quantidade de coisas, para além de estruturas num determinado local fixo. É também frequentemente utilizado quando a fabricação de uma secção de uma máquina ou estrutura móvel sofre uma deslocação a partir do local principal de produção para um outro local. Este termo é poucas vezes utilizado para falar sobre componentes elétricos ou electrónicos, de uma simples máquina, ou de partes mecânicas, como por exemplo as bombas, os redutores e compressores, que são oferecidos como peças completamente separadas, como partes de máquina, que ainda há algum tempo eram fabricados com a própria máquina. A maioria das peças pré-fabricadas do corpo da máquina podem ser chamadas de ”subconjuntos” para conseguir distinguir de todos os outros componentes.

Deixe a sua opinião