Dicas ecológicas para poupar com o jardim da sua casa

Existem cerca 1,6 mil milhões de lares em todo o mundo e é neles que passamos grande parte do nosso tempo. Por isso, é mais do que previsível que também seja nos nossos lares que gastamos mais energia, água e onde se produzam mais resíduos que todos os anos atulham enterros sanitários.

Dando continuidade aos nossos últimos artigos acerca de jardins e casas pré-fabricadas, hoje vamos debruçar-nos sobre o tema da poupança, desenvolvendo estratégias também mais ecológicas e amigas do ambiente para rega e iluminação.

Como nos nossos jardins existe muito desperdício, confira as próximas dicas e comece já a minimizá-los.

 

 

Irrigação gota a gota

Evite o uso de aspersores normais e dê preferência à irrigação gota a gota, pois vai conseguir poupar mais água e energia. Em média com o sistema de irrigação gota a gota pode poupar até 70 % da água que gastaria com um aspersor normal. Isto deve-se ao facto deste sistema causar menor evaporação, sendo que apenas a base das plantas é que acaba por receber água e não as suas flores ou folhas.

Aspersores

Se mesmo depois da dica anterior ainda tiver preferência pelo uso de aspersores, então opte por liga-los de manhã bem cedo ou apenas à noite. Nestas horas mais frescas a evaporação será melhor e a terra manter-se-á mais húmida.

Irrigação do relvado

À venda poderá encontrar sensores de chuva que evitam que os aspersores funcionem quando as condições climatéricas permitem uma rega natural e mais económica. Embora este tipo de sensores possa ser um gasto adicional, a poupança anual em água e energia vai acabar por compensar, revelando-se num bom investimento. Dependendo do clima local, o consumo de água e, consequentemente a sua conta, poderá descer até 30 % por ano.

Mangueiras

Para evitar desperdícios saiba que existem sistemas de poupança para as mangueiras do seu jardim. Este tipo de sistemas impede o desperdício de água quando esta está ligada, mas a mangueira não está efetivamente em uso. A  poupança pode chegar até aos 24 litros por minuto, o que mais uma vez também se reflete nos seus custos anuais.

Iluminação

Já falámos num artigo anterior na importância da iluminação do jardim da sua casa pré-fabricada, tanto para fins estéticos como de segurança. Contudo, este é um dos grandes focos de gastos mensais, pelo que deverá desenvolver estratégias que lhe permitam fazer um uso mais eficaz e inteligente da iluminação e do seu tempo de uso. O que lhe aconselhamos é que desligue as luzes exteriores sempre que o seu uso não se justifique. À venda irá encontrar temporizadores e sensores de movimento que ligam e desligam as luzes exteriores automaticamente. Este gasto inicial irá rapidamente revelar-se um excelente investimento quando constatar que a poupança na sua fatura mensal é bastante significativa.

4 comentários

  1. francisco

Deixe a sua opinião