Principais diferenças entre casas pré-fabricadas e casas construídas no local

Construir a casa com que sempre se sonhou, sem vizinhos e num local idílico nem sempre está ao alcance de todos. Começando pela preocupação da compra do terreno e passando depois pelas fases de concepção e construção propriamente dita, tudo pode virar rapidamente numa enorme dor de cabeça.

A melhor escolha pode passar por adquirir uma casa pré-fabricada, pois os elevados custos e tempo de uma casa construída no local podem surgir como grandes inconvenientes para o comum dos cidadãos.

Pré-fabricada vs construção no local

Hoje em dia, as casas pré-fabricadas já começam a tornar-se numa opção viável de habitação para muitas pessoas, principalmente devido aos avanços no seu processo de fabrico, que as tornam em casas de grande qualidade e resistência. Afastada está já a ideia de antigamente, de que este tipo de casas pré-fabricadas eram apenas construídas em madeira, com materiais pouco nobres e de fraca qualidade.

Nos últimos anos os materiais de construção das casas pré-fabricadas sofreram uma enorme evolução e neste momento muitas destas habitações já são moradias de primeira habitação e já fazem parte da paisagem das grandes cidades.

Uma das grandes vantagens das casas pré-fabricadas, face a casas construídas no local, é o tempo que levam a ficar prontas. Todo o processo de construção de uma casa com estas características torna-se consideravelmente mais fácil e rápido, visto serem construídas em fábricas e sob quaisquer condições climatéricas. Os diferentes módulos necessários para montar a casa pré-fabricada são posteriormente transportados para o local onde são montados e em pouco tempo o proprietário tem a sua casa pronta. O contrário sucede com as casas construídas no local, que ficam sujeitas às condições adversas da zona de construção e à disponibilidade dos materiais e do seu transporte. O tempo de construção ainda aumenta mais quando a acessibilidade ao local de construção se torna complicada e o transporte de materiais oferece maiores desafios.

 

 

Outra das principais diferenças das casas pré-fabricadas, em relação às mais convencionais é a sua manutenção. Esta é extremamente fácil de fazer, bastando para tal ter o cuidado e rotina de pintar a casa no lado exterior de dois em dois anos e no lado interior passar verniz a cada seis anos.

Outro fator distintivo entre estes dois tipos de casas e a sua escolha é o custo. O único facto relevante para quem vai adjudicar uma casa pré-fabricada é saber que o valor por metro quadrado será menor que seria num sistema de construção tradicional. O preço total da casa é fixado antes do início dos trabalhos, ou seja, não está sujeito a variações de mercado. Além disso, quando parcelado, é possível planejar os pagamentos antes de levantar a primeira parede.

A casa pré-fabricada oferece ainda um elevado grau de personalização. Você pode escolher o número de quartos que quer, o seu tamanho, design, tipo de materiais, entre outros. No entanto, como acontece com as casas construídas no local, também as casas pré-fabricadas estão sujeitas a certos limites, tais como a altura das paredes, por exemplo, que é definida pelos próprios construtores.

2 comentários

  1. Sânia Patricia

Deixe a sua opinião